top of page

MULTI-TUDE

Multi-tude

Fernando Moletta

Brasil

2022

Videoarte

Curta-Metragem

“Multi-tude” é um videoarte nutrido por potências constituintes de vontade, porém encontra-se entre o terreno da dúvida sobre o momento atual e sobre qual o próximo passo a dar.
Neste trabalho, o elemento químico hidrogênio, que está presente em praticamente tudo e todos, e que constitui um comum mas que ao mesmo tempo é destrutivo, traça um percurso entre os campos de pensamento do filme, principalmente como um agente do desejo na poesia do brasileiro Augusto dos Anjos. O poema “Solilóquio de um Visionário” estrutura o vídeo entre a revisão do que foi o múltiplo, e o questionamento sobre o que pode dar corpo ao sufixo “tude”.

informações gerais

edição

8° Festival ECRÃ

data e

hora

Cinemateca do MAM, Estação NET Botafogo, Streaming do ECRÃ

27-30/06/2024
04-07/07/2024

15h-20h
24h por dia

presença do artista no Festival ECRÃ

Presença do realizador em Mesa Redonda, verifar a programação

duração em min

9

estreia

Première Latina

classificação

indicativa

12 anos / Not recommended for children under twelve years old / Não Recomendado Para Menores de Doze Anos

trailer

festivais onde passou

tags

tags

Fernando Moletta

Fernando Moletta (1994, Ivaí, Brasil) é um artista visual graduado em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Paraná, com Mestrado em Escultura na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Atualmente também é pesquisador associado na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.
Seu trabalho artístico provém da investigação dos fardos do modernismo na atualidade através do confronto de noções temporais que especulam sobre a falha, a biopolítica, a plasticidade alegórica e os ruídos tecnológicos. Esses conceitos pairam como espectros que articulam um corpo de trabalho híbrido entre vídeo, escultura e desenho.
Suas exposições recentes incluem as individuais Três Falhos Tristes na Galeria da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e O que há entre o acima e o abaixo? no Museu de Arte de Blumenau (Brasil), e das coletivas 14ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba (Brasil), Drifting Time Misplaced, Mono (Lisboa), New future, Industra (Brno, República Checa) e 50° Salão de Arte Contemporânea Luis Sacilotto (Santo André, Brasil). Festivais de vídeo e cinema incluem Rencontres Internationales (Paris, França) e 36th Stuttgarter Filmwinter – Festival for Expanded Media (Sttutgart, Alemanha). Já participou de residências artísticas na Duplex AiR (Lisboa) e Stalker/Mattatoio (Roma). Premiação e coleção institucional inclui o Museu de Arte de Goiânia (Brasil).

mais informações

bottom of page