top of page

O ROSTO DA MEDUSA

EL ROSTRO DE LA MEDUSA

Melisa Liebenthal

Argentina

2022

Filme

Longa-Metragem

Como num pesadelo kafkiano, um dia, aos trinta e poucos anos, o rosto de Marina mudou repentinamente. Refugiada na casa dos pais, Marina investiga os antigos álbuns de fotos da família. Ela analisa e compara suas imagens e os rostos de sua família. Como sei se sou igual às fotos? Como sei que esse rosto é meu? Eu não pareço mais com ninguém. De onde vem esse rosto? Este acontecimento extraordinário concretiza o tema subjacente ao filme: como o nosso rosto se torna equivalente à nossa identidade e o peso que a nossa imagem tem na definição de nós e na forma como nos relacionamos com os outros. Marina investiga e pensa. Nos jardins zoológicos, há animais que têm identidade e outros que não: ursos, tigres, golfinhos são identificados com sinais com os seus nomes próprios e até biografias, mas para todos os outros animais, como a maioria das espécies aquáticas, pequenos répteis e aves, a identificação individual é indiferente, até mesmo impossível. As águas-vivas flutuam em seus tanques, todas idênticas entre si, intercambiáveis, sem rosto e sem olhar. O Rosto da Medusa traça uma viagem híbrida entre a ficção e o documentário, convidando-nos a questionar-nos: pode haver identidade sem rosto? Pode haver um rosto sem uma identidade? Onde reside a nossa identidade? Como nos conectamos com os outros se não há rosto? Seleção do Festival de Berlim.

informações gerais

edição

7° Festival ECRÃ

data e

hora

ESTAÇÃO BOTAFOGO

01/07

18H

duração em min

76

estreia

Première Nacional

classificação

indicativa

10 anos / Not recommended for children under ten years old / Não Recomendado Para Menores de Dez Anos

conteúdo

tags

comédia, argentina, drama

trailer

Melisa Liebenthal

É formada em cinema pela Universidad del Cine na Argentina e pelo Le Fresnoy - Studio National des Arts Contemporains na França. Especializou-se em Montagem e Estrutura Dramática com o professor Miguel Pérez na Argentina e em Filme-Ensaio na Escuela Internacional de Cine y Televisión (EICTV) em Cuba. Ela é ex-aluna da Berlinale Talents (2021) e FID Campus (2018). Dirigiu os filmes The Pretty Ones (2016, 77 min.), Constanza (2018, 27 min.), Here and there (2020, 21 min.) e O rosto da medusa (2022, 76 min.), com os quais ela ganhou prêmios em Rotterdam, BAFICI, Mar del Plata e Berlinale e foi destaque no Festival de Cinema de Nova York, Edimburgo e Torino, entre outros.

mais informações

em breve

menu da categoria
bottom of page