Um Lugar no Cosmos

A Place in the Cosmos

Gavin Hipkins

Nova Zelândia

2020

Videoarte

Curta-Metragem

Localizada na zona rural de Aotearoa, na Nova Zelândia, uma adaptação de concreto em grande escala de Stonehenge é um observatório ativo e um portal para outros mundos. Em um universo paralelo, tropos de ficção científica são percorridos através da circularidade espacial. Filmado em Super 8mm, este filme mudo do fim dos tempos apresenta fotogramas do espaço sideral.

informações gerais

edição

6° Festival ECRÃ

venues

16-24/07 - ONLINE

duração em min

10

premiere

Première Latina 6° Festival ECRÃ

classificação indicativa

L / Free for all audiences / Livre Para Todos Os Públicos

trailer/teaser/trecho

conteúdo

-

tags

art house, arte, sci-fi

Gavin Hipkins

Gavin Hipkins (nascido em 1968, Auckland) é bacharel em Belas Artes pela Universidade de Auckland e mestre em Belas Artes pela Universidade de British Columbia, Vancouver. Atualmente é Professor Associado da Elam School of Fine Arts da Universidade de Auckland. Suas fotografias e imagens em movimento interrogam como as imagens criam significado através da fragmentação e circulação. Seu trabalho explora o estado-nação, particularmente em países colonizados em uma era de comunidades reimaginadas e ideias de utopia social e política.

Hipkins expôs extensivamente nas últimas três décadas: Internationale Kurzfilmtage Winterthur, Suíça (2021); Festival 25FPS, Zagreb (2020); Recontres Internationales Paris/Berlim (2020); Stuttgarter Filmwinter (2020); 9ª Trienal de Arte Contemporânea da Ásia-Pacífico, Galeria de Arte Moderna, Brisbane, Austrália (2019); Festival Internacional de Cinema de Roterdã (2018); Internationale Kurzfilmtage Oberhausen (Concurso Internacional), Alemanha, (2017, 2016); Festival Internacional de Curtas-Metragens de Uppsala (2017); O Museu Judaico, Nova York (2015); Festival Internacional de Cinema de Roterdã (2015); Museu de Artes e Design, Nova York (2014); Festival de Arte de Edimburgo (2014); Armory Film, The Armory Show, Nova York (2012); Centro Pompidou, Paris (2011); Museu Austríaco de Arte Aplicada e Arte Contemporânea (MAK), Viena (2011); Galeria de Arte Moderna, Brisbane, (2010); Museu de Artes Fotográficas de San Diego, San Diego (2007); Museu Internacional de Fotografia e Cinema na George Eastman House, Rochester, Nova York (2006); Centro Australiano de Arte Contemporânea, Melbourne, (2004); CCA Watts Institute for Contemporary Arts, Califórnia (2002); Museu de Arte Contemporânea, Los Angeles (2000); Palazzo Re Rebaudengo, Guanine d'Alba, Itália, (2000).

Sua videoinstalação The Precinct (2018) foi encomendada pela Queensland Art Gallery of Modern Art (QAGOMA) para a Trienal de Arte Contemporânea da Ásia-Pacífico de 2018 (APT 9) em Brisbane. Ele representou a Nova Zelândia na Bienal de Sydney de 1998 e na Bienal de São Paulo de 2002. Recebeu a residência inaugural para artistas neozelandeses no Artspace Sydney, em 1998. Em 2006 completou uma residência artística no International Studio and Curatorial Program (ISCP) em Nova York. Seu trabalho está incluído em importantes coleções públicas, incluindo a Galeria de Arte de Queensland, a Galeria de Arte de Auckland, o Museu da Nova Zelândia Te Papa Tongarewa, o Museu de Artes Fotográficas de San Diego e o Museu de Fotografia e Cinema George Eastman, Rochester, Nova York.

mais informações

-