Ir-se

Ir-se

Igor Corrêa, Carlos Laerte

Brasil

2021

Performance

Curta-Metragem

ir-se
(Curta metragem 15 min - dança)
classificação 12 anos -
No desconforto e desentendimento de si é preciso se perceber perdido para se encontrar. Os diretores Carlos Laerte e Igor Corrêa questionam a existência, o amor próprio e o processo de libertação de alguém que vive em transtorno com si mesmo e não sara. O ator bailarino Romec interpreta essa personagem que transita entre o espaço isento e o cognitivo, inspirado pelo som de uma viola clássica tocada pelo músico intérprete Willow Kohlrausch que também assina a trilha do filme.

informações gerais

edição

6° Festival ECRÃ

venues

07/07 – CINEMATECA DO MAM – 21H

duração em min

15

premiere

Dança em Transito - CCBB RJ 2021

classificação indicativa

12 anos / Not recommended for children under twelve years old / Não Recomendado Para Menores de Doze Anos

trailer/teaser/trecho

conteúdo

Nudity / Nudez

tags

art house, arte, colorido, cultura, dança, drama, musical, político, quarentena, racismo, som, vídeo musical

Igor Corrêa, Carlos Laerte

IGOR CORRÊA
Diretor, roteirista, ator e dançarino, fundou a VERUS Films ao retornar ao país após 20 anos em NY, onde trabalhou como ator e bailarino e se formou pela NY Films Academy.
Créditos recentes no Brasil incluem: “Vidas Secas” (em distribuição) na produção do filme de dança contemporânea junto a CENARTE Dimensões, o curta metragem “ir-se” junto ao coreógrafo Carlos Laerte, exibido no festival Dança em Trânsito no CCBB RJ dia 12 de Nov 2021, a série dança-documentário “Dança em Mim” (2021) em parceria com a Dellarte Soluções Artísticas, galas virtuais para o Ballet do Theatro Municipal do RJ em (2020 e 2021), “Cheio” (2020) videodança selecionado para o Dança em Foco, Film Fest by Rogue Dance e mostra Fresta 2020, “Daily Dose” (2019) curta metragem com 13 seleções oficiais em festivais no exterior, “OV(O)O” (2019) instalação teatro/dança ArtRio 2019. Integrou o elenco do musical “Homo Tapiens” (2020) junto a Orquestra Brasileira de Sapateado de Stella Antunes e Tim Rescala com temporada no teatro Clara Nunes no RJ. Créditos como ator no exterior: “Elysium” de Gail Miller - Chernuchin Theatre NYC & Dublin Gay Theatre Festival IR, “A Chorus Line” Laurie Castaldo - New Rochelle, “Penumbra” de Rafael Quiles - The Underground Theatre NYC. E sapateando com Cia Ritimico de Cintia Chameki e VATÁ de Valéria Pinheiro em NY nos palcos: Lincoln Center Out of Doors, Town Hall, The Duke Theater, Beacon Theatre, La MaMa Etc, Symphony Space e Jacobs Pillows - MA.
metragem com 13 seleções oficiais em festivais no exterior, “OV(O)O” (2019) instalação teatro/dança ArtRio 2019. Integrou o elenco do musical “Homo Tapiens” (2020) junto a Orquestra Brasileira de Sapateado de Stella Antunes e Tim Rescala com temporada no teatro Clara Nunes no RJ. Créditos como ator no exterior: “Elysium” de Gail Miller - Chernuchin Theatre NYC & Dublin Gay Theatre Festival IR, “A Chorus Line” Laurie Castaldo - New Rochelle, “Penumbra” de Rafael Quiles - The Underground Theatre NYC. E sapateando com Cia Ritimico de Cintia Chameki e VATÁ de Valéria Pinheiro em NY nos palcos: Lincoln Center Out of Doors, Town Hall, The Duke Theater, Beacon Theatre, La MaMa Etc, Symphony Space e Jacobs Pillows - MA

CARLOS LAERTE
É cineasta, diretor e coreógrafo, natural do Rio de janeiro. Bacharel em Cinema, com especialização em documentário, fazendo pós em Arte Cênica concluiu sua formação artística em Nova York.
No audio visual:
Contemplado como diretor e roteirista no festival de cinema no Templo Glauber - RJ
Contemplado pela Lei Aldir Blanc o curta Linhagem
Com a Laso cia de dança
-RJ exibição no you tube
Com mais de 400 visualizações
Contemplado como diretor Do curta IR-SE e apresentação no cinema do CCBB -RJ festival
Dançaemtransito
Criou a Laso Cia de Dança Contemporânea, onde desenvolve um trabalho próprio de pesquisa corporal e dramatúrgica, trazendo o cinema em suas pesquisas coreográficas ao criar uma intercessão entre os dois universos. Com mais de 14 obras em seu repertório, a cia vem recebendo premiações e críticas importantes no segmento de dança/teatro.
Coreografou para algumas cias como a Curitiba cia de dança com estreia no Teatro Guaíra e Teatro Municipal do Rio de Janeiro -TMRJ
Recebeu uma Moção de Congratulação e Aplausos pela importância da cultura e do seu trabalho, aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa.
Diretor Geral e Artístico da Academia das Artes, onde coordena um plano de formação em dança Criador do projeto social Casa das Artes.
Leciona, coreografa e ministra oficinas por todo território nacional e internacional, como o Center Nacional de La Danse de Paris, O Lugar a Dança de Portugal, Festival Move Berlim, Alemanha e Festival de dança de Joinville, onde também atua como jurado.
Em 2021 estreiou o espetáculo
Risco do Asfalto com a Laso Cia de Dança
Estreia em BH, Florianópolis e são paulo.
Dançaemtransito
Como diretor e coreógrafo em 2222
estará criando uma nova obra contemporânea para o corpo de baile do Teatro Municipal do Rio de Janeiro TMRJ

mais informações

-