Vérnix

VÉRNIX

Renata de Lélis

Brasil

2021

Performance

Curta-Metragem

Vérnix performa o colapso do corpo urbano capitalista. Um corpo exausto e infectado que transborda os limites da linguagem, manifestando-se em pulsão animal. No filme, sete performers encaram animalidades reprimidas potencializadas pela clausura e isolamento da pandemia. Em um continuum vida-morte-vida, naturezas se misturam borrando fronteiras entre humanos e não-humanos.
O filme, uma criação do coletivo Criação Kamikaze, dirigido por Renata de Lélis, foi captado de forma totalmente remota. Cada ator-bailarino se gravou sozinho, e a captação das imagens foi feita por celulares diversos. A edição por camadas, conta ainda com materiais de arquivo médico. A anatomia dos corpos são expostas, dando um tom analítico e científico ao trabalho.

informações gerais

edição

5° Festival ECRÃ

venues

Online

data e hora

Sexta 16/07/2021

duração em min

6

premiere

Première Internacional 5° Festival ECRÃ

classificação indicativa

L / Free for all audiences / Livre Para Todos Os Públicos

conversa/bate-papo

tags

arte, colorido, cultura, dança, quarentena, som, vídeo dança

trailer/teaser/trecho

Renata de Lélis

RENATA DE LÉLIS, é coreógrafa e diretora, mestra em Performance Artística Dança na FMH-UTL, Lisboa, 2011. Tem formação em dança moderna e contemporânea com Eva Schul, e de 2007 a 2019 dançou no Ânima Cia de Dança. É membro-fundadora do Coletivo Habitantes que desde 2015 pesquisa corpo e tecnologia.
Dirige a metodologia de criação em dança-teatro-performance do coletivo Criação Kamikaze, desenvolvida durante a quarentena onde produziu o filme performance "CRIAÇÃO KAMIKAZE", que participa do festival: http://stayathomefilmfest e é premiado com o Edital Emergencial FAC-RS. Recebeu o Edital Emergencial de Auxilio da Cultura PMPA para a criação do documentário "Maratona de Dança Kamikaze", a partir da festa performática de 24h de duração. Em 2021 dirige o vídeo dança "VÉRNIX", criação do Coletivo festa remotamente.
Dirige e roteiriza do curta-metragem "Teratoma", do Coletivo Habitantes. Melhor curta-metragem do CityBlue Films Awards, Espanha. Selecionado para o CINHOMO, Festival Internacional de Cine y Diversidad Sexual 2021, Espanha.
Em 2020 filma clipe-vídeo dança “Apatia”, música de Rita Zart, codireção com Edu Rabin. Contemplado com o edital ARTE COMO RESPIRO do Itaú Cultural. Participando também das mostras De Par Em Par da Bienal Internacional de Dança do Ceará 2021 e mostra Corpos em Perspectiva do Vídeo Dança Pesquisa. Ainda em 2020, juntamente com Edu Rabin, realiza o vídeo-dança “Quanto tempo dura um desastre”, integrando a 2ª edição brasileira junto a 17ª edição anual do Festival Sans Soucie. Prêmio de MELHOR VÍDEO DANÇA 2021 Mobile – Vídeo Dança Festival.
Contemplada com o edital SOLOS ON, do festival Dança em Transito RJ, onde dirige o solo “Técnica para Acordar” co-criação com a bailarina Emily da Silva.
Em 2018 dirigiu e coreografa a performance de dança contemporânea “3°G” para a Abertura da 11ª BIENAL DO MERCOSUL em Porto Alegre.
///
RENATA DE LÉLIS, choreographer and director, Master in Dance at FMH-UTL and Graduated in Theater at UERGS. She is a founding member of COLETIVO HABITANTES, an interdisciplinary collective that has been researching body and technology since 2015 and of the Coletivo Kamikaze, which was born in 2020 during the pandemic and is focused on dance, theatre and performance. In 2021, she directed NAU, a shortfilm also written by her. In 2019 wrote and directed the short film TERATOMA. The film won on 2020 Best Film award at CityBlue Film Festival, Spain, and is currently being distributed by the company. 2020 co-directed (also performed as dancer) with the DOP Edu Rabin, videoclip “Apatia” from Rita Zart. It has been selected for two major Brazilian screendance festivals: International Dance Biennial of Ceará and the Festival Corpos em Perspectiva. With Coletivo Kamikaze she directed the video performance “Criação Kamikaze”, selected for Stay At Home Film Festival and awarded with a grant for works made during the pandemic. She also directed “VÉRNIX”, screen dance currently on post-production. The same year she choreographed and directed the screen dance “Técnica para acordar”, selected for Corpos em Perspectiva Festival. Also in 2020, again with Edu Rabin, she made the screen dance video “How long a disaster lasts” and it was selected for the 17th Sans Soucie Festival. The film won Best Mobile Video Dance Award at Festival. In 2019, she co-directed and performed the screen dance video BEEJ, selected for Kinobeat festival, 2019 and Cine Esquema Novo, 2021. In 2018 she directed a contemporary dance performance “3 ° G” for the Opening of the 11th BIENNIAL OF MERCOSUL in Porto Alegre. In 2016, she directed and performed in the solo “Habitants d’Ela”.


mais informações