A ÚLTIMA IMAGEM

A Última Imagem

Benedito Ferreira

Brasil

2021

Filme

Longa-Metragem

Benedito Senna é cego. Ele se mudou de Belém para a França, onde se apaixonou e se casou com Jean Luc, que é um pouco seus olhos e leitor dedicado de seus poemas. É em Paris que ele conhece outro Benedito, diretor de filmes e também brasileiro e gay. Desse primeiro encontro, restaram alguns vídeos de celular e mensagens de voz trocadas. O nome e a paixão em comum pelas imagens fazem com que, anos mais tarde, eles se reencontrem para fazerem um filme. Juntos, vão em busca da última imagem que Senna se lembra de ter visto.

informações gerais

edição

venues

duração em min

71

data e hora

premiere

Première Mundial 5° Festival ECRÃ

classificação indicativa

10

conversa/bate-papo

tags

amor, mudança, corpo

trailer/teaser/trecho

Benedito Ferreira

Benedito Ferreira vive e trabalha em Goiânia. Suas investigações artísticas estão centradas na imagem como escrita, na poética dos arquivos, suas montagens e apagamentos dos limites entre “documento” e “ficção”. Trabalha com audiovisual, objetos, instalação e fotografia, sem estabelecer hierarquias entre os meios. Nos últimos anos, mostrou trabalhos e colaborou com instituições como Museu de Arte Contemporânea de Goiás, Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (Portugal), The Room Projects (França), Art Space BLECH for Contemporary Art (Alemanha) e Czong Institute for Contemporary Art (Coreia do Sul). Escreveu e dirigiu os longas-metragens A Última Imagem (2020) e Granada, em fase de finalização. Realizou os curtas Eu já não caibo mais aqui (2009), O dia secreto (2015) e Algo do que fica (2017). Graduado em Audiovisual pela UEG, mestre em Arte e Cultura Visual pela UFG. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------

mais informações